contos da zona home cima contos cima
sou_puta

SOU PUTA, E DAÍ?!!

Assim como um jogador de futebol ganha dinheiro jogando bola, um cantor vive de sua cantoria ou um operário ganha seu salário ou trabalhando na empresa, eu ganho dinheiro “fazendo sexo”.
SURPRESO?!Faço sexo profissionalmente e assim como qualquer prestador de serviços preciso de divulgação, estratégia de trabalho e ...clientes. Como qualquer empresário preciso saber atender o cliente : satisfazer seus desejos mais intímos sejam através de acessórios, fantasias, massagens ou simples companhia e assim conquistá-lo.

Sabia que muitas vezes eles só querem conversar ou seja matar a solidão. Então isso não tem valor ? Ou melhor, qual o valor de muitas vezes estar salvando uma vida ? Pense e reflita sobre isso antes de julgar, afinal quem julga é juiz e se não é, um dia poderá ser julgado também ... e sem poder ter defesa.
.
Parece simples? No meu caso atendo num flat que me custa três mil reais por mês. Gasto mais três mil com divulgação em sites especializados, e ainda tem cabelereiro, ginecologista, comida e claro...roupas.
Porque preciso estar bonita e produzida para os meus clientes,ou seja preciso ter um faturamento de dez mil reais só para as despesas. Achou que era só ganho ? Tudo na vida tem custo e meu caso não é diferente .

É lógico que tenho clientes VIPS que me dão “mesadas” e presentes,garantindo o mês.
Olha gente, é uma das profissões mais antigas da humanidade (está na bíblia),
hoje totalmente modernizado com celulares, sites, blogs e facebook, foi-se o tempo de só “rodar a bolsinha” , atualmente isso é que está ultrapassado, até por conta da segurança.

Apesar de tudo isso, não somos reconhecidos pela  nossa legislação. (legalmente sou uma desempregada, mesmo DANDO um duro danado)
Imagina se eu pudesse ter firma aberta, contador, pagar os impostos, previdência social e aposentadoria  garantidos legalmente e na carteira de trabalho, profissão: PROSTITUTA.

Mas acho que já sei porque o não reconhecimento. Se eu emitir nota para todos os clientes, a maioria não poderia nem preparar a lei, nem votar e nem aplicar ...

 

home baixo contos baixo